Posted by: Marcela Bonazzi | July 20, 2008

Happy? Birthday

   

 

Quando somos pequenos achamos o máximo fazer aniversário, mas por causa dos presentes que ganhamos, claro. (e ainda fazíamos cara feia quando ganhávamos meias daquela tia que nunca acerta). Crescemos, viramos adolescentes e queremos morrer quando nossas mães alugam um karaokê e chamam seus amigos para a festa, e você passa a maior vergonha do mundo com os seus amigos rindo dos seus tios cantando Reginaldo Rossi. Ao virar adulto, você sai para comemorar com alguns amigos, vai a um barzinho, e só. Por que comemorar a chegada da velhice?

 

Eu nunca liguei tanto assim para aniversário. Primeiro, não é um dia só meu. Minha avó faz aniversário junto comigo, no mesmo dia(com o tempo eu comecei a adorar isso, é um prazer dividir esse dia com a minha avó). Segundo, minha madrinha faz aniversário sete dias depois de mim, e meu padrinho sete dias antes, então é tudo muito corrido. E pra melhorar, minhas festas sempre se estendiam ao meu avô também, que comemora aniversário quatro dias depois de mim. Lógico, quando criança eu amava ganhar aquela montanha de presentes com muitos brinquedos novos, etc… Aí fui crescendo e perdi um pouco do amor por esse dia ‘tão especial’.

 

Por quê? Faço aniversário bem no meio do mês de julho. A maioria dos alunos está de férias, e aproveitam para viajar. Eu não tinha festinha na escola e também não convidava muitos amigos para as festas que minha mãe dava, até por que a maioria dos meus amigos nem estava na cidade nessa época. Aos poucos, ligava cada vez menos para o meu ‘cumpleaños’.

 

Quando fiz 15 anos me animei. Queria dar aquela super festa com direito a vestidão e dança com o pai. Porém, minha mãe tinha outros planos, e disse achar muito brega… Acabei com um churrasco no meu prédio mesmo. Não que tenha sido ruim, por que nem de longe foi. Eu ri, comi e me diverti muito naquele dia, me lembro até hoje. Ganhei presentes muito legais e passei o dia ao lado dos meus amigos do prédio. Depois dos meus 15 anos, porém, voltei ao desânimo. Passei pelos 16, 17 e 18 quase sem perceber, nem me lembro muito bem das festas.

 

Quando fiz 19 anos, porém, tive uma festa muito boa. Lembra aquela história do karaokê??? Então, minha mãe resolveu que seria uma boa idéia. Acabei concordando, e não é que deu certo??? No final eu amei a festa, me diverti muito e tive um dos melhores aniversários da minha vida. O que tinha tudo para ser o mico do ano, acabou sendo a alegria do meu dia. Sensacional. Ponto pra mamãe!!

 

Esse ano eu estava muito desanimada, não dava nada pro meu aniversário. Estava mega assustada, afinal, ia fazer 20 anos! Duas décadas!! É muita coisa. Ia cair em uma segunda, ou seja, festa só no outro sábado, e na correria muita gente ia acabar esquecendo, o que é mais do que normal. Combinei com a Maki de irmos ver ‘Hermanoteu na terra de Godah’ no domingo, dia 13, só para podermos nos ver. Só que combinamos isso quase um mês antes, e ela achou que eu tinha esquecido, tolinha…. Bom, várias dicas no ar depois, comecei a desconfiar que estavam tramando alguma coisa para o dia desse teatro, e descobri a surpresa de que iríamos mesmo juntos. Até aí tudo bem. Chegando lá tenho uma surpresa maior ainda, dou de cara com a Pri e a Cíntia, que veio de São Roque junto com o Fé, só para me ver. Vê se pode, me achei a última bolacha do pacote né, imagina se não!! Elas compraram o ingresso da peça pra mim e um almanaque de séries (que eu simplesmente amei por um acaso). Depois de rir com os ‘CORREE NEGADA’ e ‘Peregrina, peregrina’, fomos comer no Outback. Lógico, só saiu besteira. Comemos mais do que nunca na vida inteira, e ganhei um sorvete de graça, tudo de bom.

 

Estava radiante, pensando ‘Poxa, vai ser um aniversário legal afinal!’, aí chega segunda-feira. Acordo cedo e vou trabalhar, a vida continua. Ganhei um bolo e alguns salgadinhos no serviço, uma delícia. Fiquei super feliz. Saí de lá e fui encontrar Maki no Center 3 para tomarmos um Starbucks, só pro dia não passar batido, sabe? Lá, depois de relembrarmos nossa infância praticamente inteira, encontramos com a Priscila e, surpresa!, com a Aline. Ganhei mais presentes (amooo All Star!!) e fomos tomar café. Nesse meio tempo eu perdi meu celular e roubaram ele, super legal. Depois disso comecei a passar mal por causa de toda a comilança de domingo e tive que ir de carona com a Aline pro hospital tomar remédio.

 

Agora, você deve estar achando que esse final estragou total meu dia né? Se enganou! Na hora que estava vomitando estava bem brava mesmo, mas depois, já com os devidos remédios injetados na minha veia, comecei a ver como eu tinha sorte. Eu tenho amigas maravilhosas que fizeram de tudo para me agradar, me fazer feliz e cuidar de mim. Toda essa confusão me fez bem, por incrível que pareça. Quem me perguntar como foi meu dia, vai ter a seguinte resposta: ‘Não podia ter sido melhor!’

 

Lógico, todas que não puderam me ver como a Mari e as Gabi’s também me deixaram super feliz só pela lembrança! Quer dizer, quem mais recebe uma ligação de Cingapura de alguém que lembrou do seu aniversário e queria dar parabéns?

 

Agora, estou esperando ansiosamente pelo meu próximo aniversário. Que ele chegue logo!

 

 

 


Responses

  1. OWN! que linda vc má! bom, nem preciso dizer que foi uma honra aramr todos esses encontrinhos pra fazer seu aniversário um dos melhores! apesar dos contratempos, deu pra ver que você gosto bastante e isso fez a minha semana! tudo bem que a gente não consegue disfarçar muito bem, mas deu pra surpreender e mostrar como a gente ama vc! e que isso vai durar por muitos e muitos e muitos outros aniversários!

  2. aeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee
    que venham muitos e muitos outros!

    amei!

    beijins

  3. ow do seu aniversário de 15 anos eu lembro hein !
    na época a gente tinha blog e aquelas minas do seu prédio entraram no meu pra me xingar, lembra ? aquilo foi engraçado.

  4. UhuuU!!!!
    Q bom q vc gostouuu!!!mesmo com alguns contratempos (okok foi de vó essa palavra!)
    Eu comii mtoo no outback e me diverti horrores com o vin diesel!!hehehe
    E toda essas armaçoes (q vc ja meio q desconfiava) foram pra demonstrar o q a gente sente por vc!!
    Vc merece!!!
    Bjaoo!!!


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Categories

%d bloggers like this: