Posted by: Marcela Bonazzi | August 2, 2008

Minhas férias…

Lembra quando você estava na quarta série e tinha que fazer uma redação cujo tema era ‘Minhas férias’? Onde você contava que tinha brincado com seus primos e com seus amigos, que tinha ido viajar para a casa da avó e essas coisas que toda criança faz? Bom, infelizmente essas redações acabam um dia, eu sempre gostei de escrever sobre isso…

 

Mas, agora que eu tenho um blog, posso voltar a escrever sobre as minhas férias! Yay! Na verdade, esse post vai ser mais que isso. Minhas férias foram legais por vários motivos e por várias pessoas, mas uma, com certeza, se destaca. Ta, quem lê meu blog de vez em quando já sabe que eu to falando da Maki.

 

Bom, a gente se conheceu por acaso. Caímos no mesmo J depois de eu pegar DP e ter que mudar de turma. Logo de cara, eu, ela, a Cíntia e a Priscila nos aproximamos e ficamos amigas. O semestre foi ótimo ao lado do quarteto fantástico, amei cada segundo. Com a chegada das férias eu me desanimei um pouco, já que minhas férias nunca tiveram nada de emocionante. Eram ótimas, não nego. Amava passar horas deitada com o Luiz, vendo televisão, ou ir ao cinema, ou só ficar conversando. Mas não nessas férias. Com o Luiz trabalhando período integral, tudo ia mudar. E ainda bem que mudou.

 

No começo eu e a Maki, e eventualmente a Pri, Nos encontravamos para resolver nossos rolos intermináveis com a STB. Leva documento, trás documento, traduz documento… Mas, como a gente percebeu que a companhia tava boa, começamos a combinar de sair, ir ao cinema, ver um filme… E, de pouco em pouco, acabou que eu e Maki nos vimos tanto, que é mais fácil contar os dias em que não nos vimos.

 

Passávamos horas vendo vídeos no Youtube, babando em fotos, músicas… Alugávamos filmes, dançávamos no sofá, fazíamos cafofo e o mais importante: a gente se divertia. Começamos a ficar cada vez mais próximas, a amizade crescia cada dia mais. Na estréia de ‘Camp Rock’ fui dormir na casa dela, para que a gente pudesse assistir juntas. Foi demais. Fomos dormir às três horas da manhã. (desculpa, mas estávamos ocupadas imaginando como o Nick ficaria vestido de Pikachu e o Joe de Charmander). Acordamos às cinco da manhã com o maior sono do mundo, olheiras enormes e vontade de fazer tudo de novo. Dali pra frente foi só alegria.

 

Nos encontrávamos praticamente todos os dias, nem que fosse só para tomar um Starbucks ou um sorvete. Ríamos falando coisas como ‘Rice moves’, ‘Awwkward’, ‘You’re pretty’ e ‘Wghoops’. Cantávamos no ônibus sem ligar para as caras feias que faziam para nós. Nos divertíamos confundindo as pessoas com o nosso nome igual (e a nossa mania de sempre pedir a mesma coisa).

 

Com o passar do tempo a coisa virou mais do que apenas diversão. Começamos a virar amigas e confidentes. Conversávamos sobre tudo e sem ter vergonha, por que geralmente a resposta era sempre ‘Eu também!’. Cada coisa que falávamos nos fazia descobrir que éramos muito mais parecidas do que imaginávamos, e que a chance de sermos siamesas separadas na maternidade era gigantesca!

 

Para mim, o ápice foi quando a Maki veio dormir aqui em casa, e nós passamos duas horas (das 4 às 6 da manhã, lógico) conversando no escuro sem perceber o tempo passar. Ali, naquele momento, eu percebi que não estava sozinha no mundo. Coisas que para os outros eram banais, para mim eram uma grande coisa, e, para minha surpresa, não só para mim. Tinha, finalmente, achado alguém que pensava como eu com relação a 99% das coisas. (ainda acho que um dia vai ter um assunto que a gente não concorde, por isso 99. Até agora ainda não achamos).

 

Enfim, só acho que a minha redação sobre as minhas férias seriam uma grande folha em branco se não fosse essa amiga ter aparecido na minha vida. Hoje eu tenho a sã consciência de que tenho alguém que faz eu me sentir bem para conversar sobre qualquer coisa, e saber que ela vai concordar comigo e me ajudar. Tenho alguém que posso falar qualquer tipo de besteira, e saber que ela vai rir comigo, e não de mim. Tenho alguém para me fazer companhia no serviço todas as manhãs no MSN, e saber que isso é o que mais me anima.

 

Enfim, esse texto é só para dizer obrigada. Obrigada para uma pessoa muito especial, que me mostrou que eu não estou sozinha no mundo, e que nem tudo o que eu penso é loucura. Obrigada por me fazer rir e por e ajudar. Obrigada por me ouvir e me aconselhar. Obrigada por, ah, por tudo!

 

Como já te disse antes, amigo é a família que a gente escolhe. Você pode ter certeza que é parte integrante da minha, sis. Te amo mais que Kevin Jonas de suéter verde E suspensório, mais que Nick Jonas cantando ‘A Little Bit Longer’, mais que Joe Jonas dançando, mais que Zac Efron em Hairspray, mais que café do Starbucks em tarde de sol, entre muitas outras coisas.

 

“Marcela: ‘Hey, rice moves!!!! What kinda rice is that??? Don’t eat it!!!!’

 

Awkward…..

 

Wghoops pra você!!!!!!!
hehehehehe, só pra te fazer rir!!!!!!!!
 

Maki: ‘Does Joe look obviously staring?’
Ahn…’ I can’t grow a mustache!’

 

Eu achei isso muito…. ‘awkward!’
Mas tá valendo porque ‘you’re pretty!’
Mas num esquece que ‘rice moves’ não é bom pra beleza..então ‘Don’t eat it!’

 

Wghoops’! Esqueci o que mais eu ia falar! 

Anywhooo… Amo vc!
Só pra vc rir também!”

 

 

 

Agradeço o dia em que Lenize nos declarou siamesas!

 

Amo amo!


Responses

  1. Encontrar amigos é sempre bom, mas uma em que confie e conte seus mais íntimos segredos é bem melhor…
    Infelizmente tive q me separar do mack no semestre passado, mas nada é por acaso, o amor pelos Jonas me uniu ainda que bem pouquinho a essas duas Marcelas, que de um modo muito importante estão fazendo parte da minha vida e que espero que continuem a fazer..
    Mah e Maki, vcs fazem a diferença pra mim (3)

  2. Sabe quando vc acorda ~logo cedo pra ir trabalher e pensa ‘pouts, hj vai ser mais um dia como todos os outros, em que nada vai mudar e eu vou continuar me sentindo deslocada por certas cosias em certos momentos que eu sei que são inevitáveis’ (tá ngm pensa tanto assim logo que acorda, mas vc entendeu! ahuhahua). Tudo mudou quando um dia eu acordei e pensei ‘yay, hj eu vou encontrar a má e a pri’ e esse pensamento foi evoluindo evoluindo até o ponto em que eu sentia saudade das nossas conversas intermináveis pelo msn durante o expediante os sleepover que fizeram a maior diferença na minha vida e as horas babando em fotos de kevin jonas. No fim eu pensava ‘graças a deus chegou a manhã porque eu não não estou mais tão sozinha’.

    te amo mais que kevin de jonas de suéter verde com suspensório e creme do starbucks, mais do que nick jonas vestido de pikachu ou joe jonas dançando no palco.

  3. vocês são as siamesas mais lindas do mundo todo, que sabe, né? aquele negócio de pescoço colado nme é muito estético! HAHHAHAHA

    e tou morrendo de saudade de fazer parte do dia-a-dia de vcs de novo! e me orgulho muitão de ter amigas tão maravilhosas como vcs!

    marcelas forever! ahahaha

    amo vocês


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Categories

%d bloggers like this: