Posted by: Marcela Bonazzi | October 29, 2011

Os primeiros

Alguma vez você já parou para pensar que um dia pode ficar sem primeiros? O que vai ser da vida quando não tivermos mais a surpresa de uma situação desconhecida? Acredite se quiser, isso pode ser bem assustador. Mas ao mesmo tempo um pouco reconfortante, se é que faz sentido.

Antes de devanear para longe daqui preciso contar duas coisas que todo mundo já sabe, mas mesmo assim é bom ressaltar para ver se tudo isso faz pelo menos um pouco de sentido.  Eu namoro há sete anos e meio. Sou louca pelo meu namorado e estamos juntos desde que eu tinha 15 anos de idade e ele 18. E eu sou viciada em séries. Maluca mesmo, daquela que cita frases aletórias em conversas e tudo mais.

Isso dito eu volto para a questão dos primeiros. Lembro de quando percebi isso. Foi logo depois de assistir a um episódio de Friends. A Monica já está com o Chadler e, de repente, ela se toca que depois que os dois estiverem casados não vai mais ter a experiência dos primeiros com mais ninguém. O primeiro beijo, o primeiro encontro, a primeira noite juntos, o primeiro final de semana juntos… enfim, todos os primeiros.

Ela tem um mini surto mas aí os dois conversam e percebem que sempre terão alguma novidade pela frente: a primeira casa, o primeiro filho, a primeira noite em claro cuidando do filho e outras muitas coisas mais. Crise revertida e os dois são felizes para sempre. Lembro de na época falar disso com o Luiz, dizendo que se realmente fossemos nos casar um dia a mesma coisa ia acontecer com a gente e, eventualmente ficaríamos sem primeiros também. Era mais nova na época, me assustava com facilidade, mas o Lu sempre foi maduro então conversamos e isso passou. E vivemos felizes para sempre.

Até que comecei a rever How I Met Your Mother desde a primeira temporada (série, aliás, que eu indico para todos. É genial e vale muito a pena!). Nela, o Marshal e a Lily também estão juntos há bastante tempo e são muito felizes no relacionamento. Um certo dia eles ficam presos no banheiro do apartamento deles e, depois de algumas horas, ela fica com vontade de fazer xixi. O problema disso é: eles nunca foram ao banheiro um na frente do outro.

Volta pra neurose do “o romance se perdeu na rotina” e “vamos nos perder sem ter alguma novidade no relacionamento”. Claro que depois que o choque passa os dois percebem que o amor é o mesmo e que eles ainda vão ficar juntos por muitos e muitos anos criando outros primeiros. E eles viveram felizes para sempre.

Eu, que também estava nesse estado, comecei a encanar de novo. Eu comecei a namorar com 15 anos. Pulei praticamente uma fase inteira da minha vida porque estava namorando e minhas amigas estavam solteiras. Eu não tenho um primeiro beijo há sete anos! E provavelmente não vou ter outro pelo resto da minha vida! Tantas coisas que eu não fiz e nem nunca vou fazer. Tantas experiências…

Mas sabe de uma coisa? Eu sou feliz. De verdade. Tive fases complicadas com o Luiz, principalmente porque ele me conheceu menina e teve que esperar eu virar mulher. Isso não é fácil de se fazer, Meninas são difíceis, e eu sei que fui bem chata em determinadas fases. Mas ele estava sempre ali, firme e forte, só esperando por mim. Agora estamos na mesma página, queremos a mesma coisa ao mesmo tempo e estamos indo na mesma direção.

Outro dia fomos jantar juntos e quando ele foi me deixar em casa começou a tocar Can’t Stop Loving You, do Van Halen, e eu disse que essa seria uma ótima música para servir de trilha sonora no vídeo da nossa retrospectiva no nosso casamento. Foi aí que eu me surpreendi: o Luiz disse que já sabia que música ele ia usar para a retrospectiva da vida dele.

Sabe o motivo da surpresa? Bem simples: é claro que a gente vive falando sobre morar junto, se casar, construir uma família e viver felizes para sempre. Mas eu nunca tinha ouvido o Lu falar alguma coisa realmente concreta sobre o nosso futuro casamento. Só que ele não queria que meu vestido fosse de bolo, mas até aí grande coisa. Isso, ele ter uma música definida, realmente mexeu comigo. Mostrou que, assim como eu, ele já se pegou imaginando de verdade como seria, o que ele quer e o que não quer.

Fiquei maravilhada, de verdade. Percebi que esse foi o nosso primeiro plano concreto para o nosso futuro casamento. Tá vendo só, eu falei primeiro!

A verdade é que a vida nunca te deixa sem primeiros. Sempre tem algo novo para ser desbravado. Mesmo que nunca mais vá ter um primeiro beijo com alguém eu ainda tenho muitos primeiros para viver com o homem que eu amo. E não poderia estar mais satisfeita com isso do que estou.


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Categories

%d bloggers like this: